Saturday, June 3, 2017

SUPER SINCERA | fitness ou fit, todos querem um biquiki body!


Na sociedade de hoje em dia existem três tipos de "moda fit" o emagrecimento extremo, o culturismo e a plena estupidez.
Não é que eu não faça parte do primeiro grupo porque gostava de ser magra, super magra um palito com pernas.
Porquê? para poder usar aquilo que quisessem SEM ter as chamadas bochinhas e pneus, que a "EMEL" da praia crucifica se usares um cantê ou um fio rosa que não te assente nas curvas na perfeição.



Ora bem, tudo isto começou porque no outro dia estava na passadeira do ginásio a derreter um chocolate negro ou 200 gramas de queijo quark que tinha comido a mais, mas lá estava eu a 12 km/h de velocidade durante 40 minutos com uma inclinação super agressiva focadíssima para tentar gastar mais 100 calorias do que tinha ingerido.
Quando dois moços que estavam a conversar entre eles diziam assim:
- Está tudo pronto agora é só passar fominha, para ela [a namorada] é mais fácil eu ainda tenho de secar.

Ou seja: no ginásio que eu frequento pratica-se culturismo e as pessoas comem coisas como peixe cozido ao pequeno almoço durante uma semana seguida com o objetivo de não ter um pingo de gordura no sangue. E no dia anterior à "prova" fazem bronzeados hand made com mini rolos de pintar parede para parecer em janeiro que estão no final de agosto. [Se algum culturista estiver a ler isto por favor corrija-me se estou errada].

Por tanto se há dois anos tínhamos armários a passear à beira mar agora temos peixe seco! à borda de água.

Tudo isto em conjunto com crianças a tomar proteína quando deviam estar a comer um bom copo de leite e um pão com manteiga, ou peixe assado com batata branca, quando ainda nem sabem cozinhar mas já dominam as bulas dos comprimidos de cor e o único prato que futuramente vão saber apresentar às namoradas é o shake shake da proteína a dissolver na água mineral, que na adolescência de hoje em dia é o equivalente a cinco estrelas Michelin.

PORQUE NÃOOO leite engordaa! com lactose faz barriga e vamos continuar assim porque em 2016 foi o ano em que toda a gente descobriu que era alérgica à lactose ao glúten.
Se calhar no final de 2017 vão descobrir casos de pessoas que de enjoaram de comer [tudo].